Buscar
  • Guia de Investimento

6 dicas para planejar uma viagem internacional



Uma viagem internacional, pode ser o desejo de muitos indivíduos, que antes tinham a perspectiva de que era quase impossível fazer viagens assim, por conta dos custos.


Mas, hoje em dia, existem inúmeras promoções e novas oportunidades, e com um bom planejamento, você pode finalmente conquistar esse objetivo.


O avanço da internet possibilitou que uma série de empresas começasse a tornar mais competitivo o mercado de viagens, principalmente, na questão de passagens aéreas.

As promoções surgem o tempo todo, e algumas são imperdíveis.


Você pode pegar um calendário com espaço para escrever para conseguir fazer todo o planejamento de sua viagem, que é fundamental para aproveitar essas oportunidades.


Ficar de olho em sites de passagens é uma rotina que muitas pessoas começaram a adotar em seu dia a dia.


Isso porque a oportunidade de viajar para fora do país se tornou uma realidade muito mais fácil com estas ferramentas.


Depois de conseguir uma passagem com um preço bom, é preciso se preocupar com alguns fatores que são importantes para conseguir viajar com tranquilidade, sem correr riscos de ter problemas no futuro.

Viajar é uma forma de mudar sua rotina, diminuir o estresse e aproveitar uma experiência única, por isso, é ideal que tudo funcione da melhor forma possível.


Para que isto aconteça, você deve fazer um planejamento minucioso e garantir que está tudo em ordem.

Você pode descobrir um novo destino em um folder turístico ou uma página da web, e começar a se planejar para conhecê-lo.


Organizar uma viagem é, em grande parte, uma etapa muito divertida e prazerosa. Isso porque você irá escolher o destino, decidir quais lugares quer visitar e estudar um pouco mais sobre o local.

Entretanto, ainda é fundamental que você mantenha o foco para ter tudo em ordem, desde documentação até dinheiro e roupas que irá levar, para que sua experiência seja única.


Para conseguir manter seu planejamento em ordem e curtir a viagem, você pode se atentar a algumas destas dicas.


1. Documentação

Quando encontramos uma passagem internacional com um preço muito bom, a tendência é comprarmos imediatamente, para não perder a oportunidade.


Entretanto, é preciso ter em mente que existem alguns documentos obrigatórios para esse tipo de viagem, e você precisa estar com ele em dia para aproveitar.


Um talão de orçamento personalizado pode ser um comprovante necessário para comprovar sua renda, por exemplo.


Salvo em caso da América do Sul, qualquer país que você pretende visitar exige um passaporte válido. Esse documento é emitido pela Receita Federal e requer agendamento para a solicitação.


Além disso, alguns países possuem uma exigência de pelo menos seis meses de emissão, ou que ainda faltam seis meses para o vencimento.


Você precisa se atentar a todas essas informações para garantir que seu passaporte estará válido para aproveitar sua viagem.


Se você gosta de viajar, mesmo que não tenha nenhuma rota planejada, não deixe a oportunidade de tirar o visto passar.


Assim, você não será pego desprevenido se encontrar uma oportunidade boa de comprar passagens internacionais.


Uma vez que você tenha resolvido qualquer pendência com seu passaporte, é hora de identificar se o país que você deseja visitar requer um visto.


É importante ter em mente que os vistos são obrigatórios mesmo em escalas, proibindo seu embarque se você não o possuir.


Para conseguir entrar em um país, você precisa de mais do que sua vontade e uma mala antiga de viagem, precisa ter toda a documentação em dia.


Um visto é uma autorização de entrada e visitação a um país específico e algumas nações requerem que você faça esse pedido previamente.


Dentre alguns países que exigem o visto para a entrada, podemos citar:

  • Estados unidos;

  • China;

  • Canadá;

  • Austrália.

Os valores, documentação e todo o processo de obtenção do visto depende de cada país, assim como o modo de emissão de cada um deles.


Por isso, é preciso pesquisar atentamente e ter em mãos todos os elementos necessários para não ter problemas quando for dar entrada.


Já outros países são mais abertos com relação ao visto, realizando a operação no momento do embarque ou virtualmente, facilitando o processo de aprovação e entrada no país.


2. Vacinas

Muitos países exigem vacinas específicas antes da aprovação da entrada.


Isso porque vivemos em um mundo muito diverso ecologicamente falando, e alguns locais possuem climas e biomas muito diferentes, não estando acostumados com algumas doenças.


Dentre as vacinas mais comuns, a principal solicitada é a vacina contra a febre amarela. Se o país que você deseja visitar solicitar, é preciso providenciar um documento que comprove que você tomou a vacina.


Nestes casos, é possível encontrar postos de saúde que emitem o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia) diretamente em aeroportos, todos com aval da ANVISA para a aplicação.


É possível identificar esses locais pelo banner informativo identificando a necessidade da vacinação.

Além disso, algumas clínicas particulares se especializam em vacinas para viagens, garantindo que você esteja com todas as informações corretas para conseguir seguir sua jornada.


3. Benefícios do Voo

Encontrar uma passagem com preço promocional é ótimo, mas não é o único benefício que você pode encontrar no voo. Existem diversos detalhes que podem tornar sua experiência ainda melhor.

Você pode até mesmo tentar conseguir um traslado quando chegar, com uma empresa de transporte executivo bilíngue


Um dos principais pontos é encontrar o melhor assento no voo. Existem sites especializados em identificar quais são as melhores opções de viagem, principalmente, em voos internacionais que costumam contar com aeronaves muito maiores.


Para garantir uma maior possibilidade de encontrar bons lugares, faça a marcação do assento o quanto antes. Assim, você conseguirá escolher com muito mais opções livres.


Vale pensar ainda se não é possível conseguir um upgrade com um bom preço, aumentando ainda mais as possibilidades de conforto durante o voo.


Algumas empresas cobram uma taxa extra para agendamento, mas outras deixam que você escolha livremente. Identifique qual é o caso da passagem que você comprou para conseguir a melhor opção de assento.


Ainda assim, quando estiver fazendo o check in vale a pena conferir se não há alguma oportunidade boa para conseguir passar para a classe executiva, uma vez que muitas vezes o upgrade acaba saindo em conta quando não há lotação no voo.


4. Calculando sua viagem

Mesmo que a passagem tenha sido barata, isso não significa que você não terá que fazer um belo planejamento financeiro para realizar uma viagem internacional. Programe-se para saber o quanto você pode gastar em suas férias.


O primeiro ponto é identificar a moeda do país que deseja visitar. Isso porque algumas moedas são muito mais caras que o real brasileiro, e é preciso estar preparado para estes custos quando você planeja sua viagem.


Além disso, você precisa calcular os custos de sua permanência em outro país. O voo é uma parte importante da viagem, mas não a única.


Hotéis e alimentação devem estar inclusos no planejamento, assim como dinheiro para transporte e eventuais emergências.


Uma vez que todos esses fatores sejam definidos, você ainda deve separar uma quantia pensando em lazer e passeios que deseja fazer enquanto estiver em viagem.


O orçamento não deve ficar só no passeio, entretanto. Não se esqueça de calcular os gastos com sua casa, com contas de luz, água e outras contas importantes para o seu mês.


O objetivo de viajar é aproveitar e descansar, e você não quer voltar para casa falido e se estressando.

Algumas maneiras de economizar podem ser comprando produtos de higiene pessoal atacado, juntando dinheiro ao longo do ano para deixar todas as contas pagas e não passar por estresse.


5. Seguro de viagem

Ninguém está livre de sofrer um acidente. Estar desamparado em um país estrangeiro pode ser uma terrível experiência, por isso nunca saia em viagem sem um seguro internacional.


Ele é uma garantia de sua segurança e bem estar, e muitos possuem preços bem acessíveis.


Além disso, em alguns países, o seguro viagem é obrigatório para autorizar a entrada. Além de serviços médicos, alguns seguros ainda contam com proteção de bagagem, despesas jurídicas e outras ações.


6. Cuidado com o clima

Quando estiver planejando sua viagem, verifique como estará o clima do local. Muitas vezes, quando viajamos para outro país, encontramos um clima completamente diferente do que estamos acostumados, e é importante se preparar para isso.


Se você vai para um lugar muito frio, leve roupas e agasalhos com você para a saída do avião. Isso porque você pode entrar na viagem em um lugar quente, mas sair despreparado para o frio que irá encontrar.


Separe suas roupas na mala com etiquetas adesivas personalizadas para conseguir se organizar melhor e aproveitar o espaço.


O clima deve ser uma prioridade para garantir que você estará pronto para aproveitar a viagem.


Considerações finais

Com o planejamento adequado, hoje é muito fácil fazer uma viagem internacional.


Aproveitar novas culturas, novas experiências e aprender novos conceitos é parte fundamental de quem ama estar em movimento.


Programe-se e aproveite as oportunidades para conseguir boas passagens e curtir uma viagem internacional sem precisar se preocupar.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


0 comentário

Me ajuda a te ajudar?

Adquirindo serviços ou produtos nos links aqui do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga absolutamente nada a mais por isso

Compre em empresas confiáveis e ajude o blog a crescer

Reserve sua viagem aqui:

Navegue pelo Quem vai e quem fica:
Páginas principais:
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest
Assine a nossa newsletter