• Guia de Investimento

Decoração afetiva: para quem ama livros e viagens


decoração para quem ama livros e viagens

Você já ouviu falar da decoração afetiva? Esse é um conceito que busca integrar as memórias ao estilo do seu lar, conferindo uma sensação de conforto e aconchego.


Afinal de contas, a primeira função de uma residência é ser abrigo de nossas vidas. Portanto, nada melhor do que ter uma decoração que imprima a personalidade dos moradores, destacando as suas principais experiências.


Sendo assim, vale trazer objetos colecionados, fotografias, obras de arte, peças de viagens e até mesmo algumas roupas, para compor um estilo que conte uma história. É uma boa opção perfeita para quem ama livros e viagens.


Então, inspire-se com a gente e saiba mais sobre a decoração afetiva com o artigo de hoje!


Qual é a proposta da decoração afetiva?

A decoração afetiva é um conceito relativamente novo e é explorada de maneira incipiente na maioria dos projetos de design ou arquitetura de interiores. Apesar disso, ela pode ser vista nas casas de nossos avós, ou quando queremos fazer um cantinho de recordações.


Sabe-se que essa tendência tem uma relação estreita com a psicologia. Afinal de contas, reviver as boas memórias é uma maneira de tornar um ambiente confortável, mesmo que de maneira inconsciente.


Por esse motivo, até mesmo as simples escolhas, como o uso de uma fita de cetim personalizada, é feita com base nas experiências e vivências dos moradores.


Na decoração afetiva, que toma conta dos lares aos poucos, a intenção é tornar as pessoas mais sensíveis às próprias raízes. Por isso, as regras não são tão explícitas como em outros estilos, já que o melhor é ter itens pessoais com significado e despertar sensações.


Quais elementos compõem a decoração afetiva?

Qualquer elemento pode compor a decoração afetiva - seja um pequeno vinho de presente, um porta-retrato ou o cartaz de um filme que marcou a sua vida. Entretanto, há alguns objetos que são mais utilizados nessa tendência.


A seguir, conheça quais são os principais elementos da decoração afetiva:


Móveis antigos

As peças de mobiliário que são herdadas são grandes aliadas da decoração afetiva. Mesmo que esses móveis tenham sofrido um pouco com o desgaste e a passagem do tempo, dá para recuperá-los com uma restauração simples.


Aliás, é uma alternativa muito mais econômica. Por vezes, a substituição de estofados, puxadores, tecidos ou o uso de uma pintura nova já faz toda a diferença, e o melhor: o preço é muito mais barato do que a compra de um móvel novo.


A própria história do mobiliário já é algo que carrega muitas memórias. A adaptação do design só faz com que ele combine um pouco mais com o estilo contemporâneo e continue útil por mais tempo.


Fotografias e ilustrações

As imagens têm um grande peso na decoração afetiva. Elas podem ser colocadas em um calendário personalizado com fotos, em uma parede do quarto, ou até mesmo em pequenos objetos espalhados pela casa.


Por meio delas, é possível relembrar as pessoas e momentos o tempo todo. Aliás, composições com fotos ficam excelentes em corredores, ou em uma parede e fundo, como parte de um aparador ou sofá.


Outra ideia é dispor as imagens em pequenos nichos. Essa é uma ideia mais clássica, mas que cai bem nos principais estilos modernos. Porém, é importante escolher os revestimentos certos, de acordo com a personalidade dos moradores.

Lembranças de viagens

As lembranças de viagens são artigos extremamente importantes para a decoração afetiva. Não precisa ser um item comprado, uma mala antiga decoração, por exemplo, pode valer bem como esse estilo.


Além disso, esses souvenirs fazem com que você lembre de bons momentos na sua viagem, revivendo os seus melhores momentos, principalmente os mais engraçados e únicos.


Louças antigas

As louças antigas, sejam elas em conjunto ou em peças soltas, também são ótimos elementos para uma decoração afetiva e que remete às boas memórias.


As suas xícaras podem se transformar em ótimos vasos para o cultivo de plantas, como temperos. Além disso, uma bandeja antiga pode ser colocada em um centro de mesa, em conjunto com uma jarra ou bule.


Vale dizer que as louças antigas não precisam ficar expostas o tempo todo, mas podem ser usadas em ocasiões especiais. Outras opções são:


  • Livros;

  • Discos de vinil;

  • DVDs;

  • Obras de arte;

  • Brinquedos;

  • Miniaturas colecionáveis;

  • Entre outros.


Inclusive, dá para combinar diversos tipos de artigos. Por exemplo, colocar um espelho decorativo para sala de jantar, em conjunto com uma louça mais antiga.


4 dicas para aplicar a decoração afetiva na sua residência

Depois de conhecer os principais elementos da decoração afetiva, é possível ter ideias mais assertivas para compor o seu estilo, principalmente se você ama livros e viagens.


Porém, separamos algumas dicas que podem te ajudar a aplicar a decoração afetiva na sua residência. Confira!


1 - Opte pelo estilo “faça você mesmo”

O “faça você mesmo” (ou DIY, Do It Yourself, em inglês) é um grande aliado da decoração afetiva.


Para começar, você pode tirar um dia para reunir a família e rever fotos antigas, objetos guardados e avaliar quais móveis podem ser restaurados.


Além de ser algo que irá ajudar na decoração, também é um momento único, que pode te aproximar dos entes queridos.


Depois de separar esses artigos, você pode criar artigos de decoração únicos, usando materiais diferenciados, como uma sacola de tecido personalizada.


2 - Use cores e plantas

Os mobiliários e os objetos, assim como as cores e as plantas, também fazem toda a diferença na decoração afetiva, deixando a sua casa muito mais acolhedora.


É importante escolher as tonalidades certas para cada ambiente, de acordo com as tendências e a personalidade dos moradores. A dica é optar por cores mais claras e sóbrias para dar destaque aos elementos da decoração, como as fotografias.


O azul e o verde, por exemplo, são cores que remetem a sensação de tranquilidade e frescor. Por isso, elas são indicadas para banheiros, quartos e salas de jantar.


As tonalidades mais fortes e vibrantes, como o amarelo e o vermelho, devem ser usadas em outros tipos de cômodos, como o escritório, já que elas estimulam a criatividade.


Essas cores podem ser combinadas com papel de parede para escritório, tornando a decoração mais intimista. Outra alternativa é combinar as cores vibrantes com tons neutros ou demais paletas.


Por outro lado, as plantas também dão um toque de frescor ao ambiente. Além disso, elas trazem um pouco da natureza para dentro da sua casa.


A dica é escolher plantas fáceis de tratar e cuidar, bem como colocá-las em um local adequado, com boa luminosidade.


Caso você tenha dúvidas, busque ajuda com profissional de jardinagem e paisagismo.


Você pode colocar pequenas suculentas, que também são muito estilosas e ajudam a compor uma decoração mais harmônica.


3 - Crie cantinhos de memórias na sua casa

Se você está em dúvidas de como aplicar a decoração afetiva na sua casa, uma dica é criar cantinhos de memórias na sua casa. Dessa forma, você terá todas as vantagens desse estilo e não corre o risco de “errar a mão” na hora de planejar o seu estilo.


Os cantinhos da memória podem ser colocados em uma parte da sala ou do quarto, que são ambientes mais intimistas e aconchegantes.


Além disso, é possível construir espaços que carregam memórias e recordações. Você pode colocar alguns nichos de fotografias, ou pequenas prateleiras com lembrancinhas de viagem ou brinquedos colecionáveis.


4 - Não tenha pressa para terminar a decoração

A decoração afetiva não é construída de um dia para o outro. Afinal de contas, a cada dia que passa estamos construindo novas memórias e recordações. Por esse motivo, é importante não ter pressa para terminar.


Além do mais, a decoração afetiva muda a cada dia, justamente pela dinâmica de nossas memórias. Portanto, esse estilo pode se transformar dependendo da personalidade e do estado de espírito dos moradores.


Mas, calma. Isso não quer dizer que tudo é válido. É preciso ter cuidado ao combinar os ambientes, tornando a decoração harmoniosa e equilibrada.


O excesso pode ser prejudicial para a decoração afetiva. Por isso, saiba escolher bem os elementos que irão compor o seu ambiente.


Conclusão

A decoração afetiva é uma das tendências que promete perdurar pelos próximos anos. Isso porque ela trata de um estilo diferenciado, mas que faz parte da nossa história. Afinal de contas, a intenção é retratar as experiências e memórias dos moradores.


O texto de hoje trouxe algumas dicas de como compor a decoração afetiva, bem como as recomendações para o emprego de elementos de literatura e viagens na sua casa.


Com as recomendações do nosso artigo, você terá um lar totalmente aconchegante, intimista e, é claro, vívido para relembrar os melhores acontecimentos da sua vida.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
Quem vai e quem fica - Marca.png
amazon prime
Júlia Orige
Blogueira de viagem
Oi gente, eu sou a Júlia e o Quem vai e quem fica é o espaço onde eu organizo todos os meus conteúdos de viagem. Pra te guiar pelas suas próximas aventuras.
Aqui eu ofereço os meus erros e os meus acertos para que você possa viajar melhor e mais fácil
Me acompanhe diariamente no Instagram
Para falar sobre parcerias e publis mande um email para juliaorige@gmail.com
  • Instagram
  • TikTok
  • YouTube
  • Pinterest
pacote-sao-luis-lencois-maranhenses-segu

Dicas de viagem em destaque:

Reserve sua viagem aqui:

Organize a sua viagem:

Vídeos de viagem no YouTube:

kindle unlimited