• Guia de Investimento

Empreendedorismo: como investir na era digital



A era digital sempre foi um assunto muito comentado, e hoje compõe toda a realidade em que estamos inseridos, uma vez que faz parte de nosso dia a dia em muitos momentos, sendo uma ferramenta para nos comunicar, fazer compras, pagar contas, entre outros.


Tornou-se nosso pilar em momento difíceis, como a pandemia do novo coronavírus, em que as pessoas precisaram ficar isoladas em suas casas e trabalhar no modelo home office.


A era digital impediu um impacto maior na economia, ao permitir que as pessoas trabalhassem de suas casas e continuassem a produzir. Também é a responsável pelo uso de novas tecnologias, como a inteligência artificial (IA) e a computação em nuvem.


As empresas também conseguem proporcionar experiências cada vez melhores aos consumidores, além de agregar mais valor a tudo o que é feito.


Por causa das facilidades da era digital, os empreendedores podem optar por investir em um novo modelo de negócio, que chamamos de mercado digital. É possível vender e lucrar muito, sem precisar de um espaço físico e tudo o que ele impõe.


Esse modelo de negócio, além de acessível, traz muitas vantagens e é sobre isso que vamos falar neste artigo. Acompanhe!


Afinal, o que é a era digital?

A era digital também é conhecida como “era tecnológica” ou “era da informação” tendo se instalado em nosso meio logo após a era industrial, no final do século 20.


A era digital otimiza fluxos de informação, produz tecnologia e muda a maneira como nos comunicamos, pensamos e trabalhamos. Essas ações beneficiam tanto a economia da sociedade, como das pessoas em particular.


Para as empresas, ela traz muitas facilidades e benefícios, facilitando a produção de um banner impressão digital, por exemplo. Da mesma maneira, acelera processos e o acesso a informações, tornado-os mais ágeis e eficientes.


As marcas conseguem se comunicar com seu público a qualquer momento, bastando apenas uma conexão com a internet. Logo, os clientes estão cada vez mais próximos das marcas e participam ativamente do processo de compra.


É possível compartilhar as experiências que cada um tem com as empresas, e fazer negócio com aquelas que oferecem as melhores experiências.


A produtividade na rotina de trabalho também aumenta, por meio de recursos tecnológicos como:

  • Aprendizado de máquinas;

  • Computação em nuvem;

  • Chatbots;

  • Internet das coisas (IoT);

  • Inteligência artificial.

Com o respaldo dessas tecnologias, uma escola particular fundamental, por exemplo, tem mais agilidade para tomar decisões.


Isso porque os gestores têm acesso a informações baseadas em dados de ferramentas tecnológicas, como o big data.


A era digital ainda aumenta o consumo, uma vez que as pessoas não precisam mais sair de casa para comprar o que desejam. Com apenas alguns cliques, elas podem comprar tudo o que precisam pela própria internet.


Isso acaba por reduzir os custos dos negócios em vários aspectos, que investem em ações de marketing mais direcionadas e em soluções que os consumidores realmente estão buscando.


Surgem, então, novas possibilidades, que podem ser usadas para entregar valor ao consumidor. Exemplo disso é estar mais próximo dos clientes, entender suas necessidades e levar até eles soluções personalizadas.


Esses benefícios são apenas algumas maneiras pelas quais a era digital ajuda as empresas. Mas no que diz respeito à sociedade, ela também trouxe muitas mudanças, influenciando as pessoas de diferentes maneiras.


Pelo fato de estarmos sempre conectados de alguma maneira, o modo como vivemos é muito impactado pela era digital. As redes sociais são um exemplo de como a maneira como nos comunicamos vem mudando.


Tanto que nos tornamos dependentes da tecnologia para tudo, inclusive para trabalhar. Chega a ser difícil imaginar o cotidiano sem a tecnologia e a internet que temos hoje.


Por meio dela, conseguimos adquirir diferentes produtos e serviços, como controle de acesso digital. Por essa razão, muitos empreendedores estão investindo em negócios on-line, como as plataformas e-commerce e vendas em marketplaces.


Benefícios dos negócios on-line

Você já reparou na quantidade de lojas e outros tipos de negócios on-line que vem surgindo todos os dias? Você pode vender roupas ou prestar consultoria financeira, como muitos administradores vêm fazendo.


As possibilidades são muitas, e todas as opções são muito vantajosas. A primeira delas é o contínuo crescimento do ambiente virtual para compra e venda.


Há um tempo, as lojas virtuais têm se tornado a primeira opção de compra entre os consumidores. Mas o que antes era tendência, depois da pandemia do Covid-19, tornou-se concreto.


Diante de lojas físicas fechadas e do isolamento social para conter os riscos, as pessoas não tiveram outra opção a não ser fazer compras pela internet.


Essa nova realidade aumentou a confiança nesse modelo de compra, que acabou se tornando um hábito para a maioria.


Além disso, as compras on-line são muito mais cômodas, uma vez que o consumidor não precisa sair de casa e pode comprar na hora que quiser.


Vendo essa situação, muitas lojas físicas aderiram ao comércio eletrônico, para não perderem vendas e se adaptarem a esse novo normal.


O acesso à internet está cada vez mais fácil, principalmente por conta dos dispositivos móveis e das melhorias na internet móvel.


Uma pessoa interessada em obter informações sobre aula particular de piano, por exemplo, precisa apenas acessar a internet pelo próprio smartphone e encontrar o que procura.


Ali mesmo ela pode entrar em contato com algumas escolas e profissionais, fazer sua matrícula e agendar suas aulas. Além disso, pelo fato de a maioria ter acesso a essa facilidade, investir em um negócio digital torna-se ainda mais vantajoso.


Se você tem um estabelecimento físico, como uma loja de calçados, vai conseguir atrair um bom número de pessoas investindo em campanhas de marketing. Mas se você também tem uma loja virtual, o número de pessoas impactadas é maior.


Pense no seguinte ponto: ao ter contato com um anúncio da loja nas redes sociais, tudo o que o usuário precisa fazer é clicar nele para conhecer os produtos e, quem sabe, comprá-los.


Mas como empreender na era digital?

Os negócios on-line utilizam o principal tipo de marketing existente hoje, o marketing digital. Ele é o mais importante, uma vez que as pessoas estão conectadas o tempo todo, e um negócio que venda pela web vai se utilizar dela para fazer sua divulgação.


Dessa forma, os negócios on-line conseguem impactar um número muito maior de pessoas, e isso tanto para uma empresa de serviço de frete e transporte de pequenas cargas quanto para um consultório odontológico.


Outro ponto positivo é a possibilidade de fazer negócio com pessoas do mundo inteiro, sem se restringir apenas ao país de atuação. Se o mundo inteiro está conectado, logo, pessoas do mundo todo podem comprar.


As negociações também são mais dinâmicas, pois o cliente terá acesso a preços mais baixos e promoções que ele não encontraria em lojas físicas.


Mais um benefício que chama muito a atenção dos empreendedores é a economia de investimentos para montar um negócio na web. Isso porque ele não implica alguns gastos comuns, como:

  • Aluguel;

  • Água e luz;

  • Manutenção do espaço;

  • Limpeza.

Tudo isso são gastos que qualquer empresa teria, como uma imobiliária física que aluga sala de palestra. Mas o fato é que essa mesma imobiliária pode alugar os imóveis sem precisar de um espaço físico.

Os investimentos se atêm à escolha de um bom site, produtos em estoque e recebimentos de empresas intermediadoras de pagamento.


Se você colocar tudo na ponta do lápis e comparar com os custos de um espaço físico, verá que os negócios digitais são, de longe, muito mais econômicos.


Mais do que economizar dinheiro, os empreendedores também economizam tempo, valorizando-o ainda mais.


Enquanto uma loja física de rótulos adesivos personalizados precisa respeitar um horário fixo para vendas, uma loja on-line do mesmo segmento não tem necessidade.


O consumidor pode comprar o que deseja a qualquer hora do dia ou da noite. Essa facilidade aumenta as oportunidades de venda, pois não é preciso se apegar a um horário para realizá-la.


Tudo é feito por meio do site e com auxílio de softwares, sem que o empreendedor precise monitorá-lo 24 horas por dia para não perder oportunidades.


Por fim, outro grande benefício dos negócios digitais é a segmentação do público. Pelo fato de usar as estratégias de marketing digital, a empresa vai impactar apenas quem estiver interessado em seu produto ou serviço.


Tudo no marketing pela internet tem como objetivo as campanhas direcionadas, então uma empresa virtual de serviço de motofrete, por exemplo, vai atingir apenas as pessoas que estejam interessadas nessa solução.


Conclusão

A era digital mudou e facilitou muitas ações do nosso dia a dia e uma delas é a maneira como compramos e vendemos. Os negócios digitais se tornaram uma opção viável, acessível e vantajosa para quem quer ter seu próprio negócio.


São empresas que acompanham as tendências do mercado atual e que têm possibilidade de crescimento muito superior, por acompanhar a tecnologia e as mudanças no comportamento do consumidor.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Navegue pelo Quem vai e quem fica:
Páginas principais:
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest
Assine a nossa newsletter