• Guia de Investimento

Planilha Financeira: saiba como controlar seus gastos


como controlar os gastos

O nosso dia a dia é lotado de compromissos e tarefas que precisam ser realizadas, seja no ambiente corporativo ou dentro de sua própria casa. Mas, para lidar com os gastos que surgem diante de tantas tarefas, pode ser necessário elaborar uma planilha financeira.


Para pessoas que possuem um salário fixo e que, caso não aconteçam imprevistos, como faltas e atrasos, tem a certeza da entrada do dinheiro ao final do mês, costumam fazer planos para quitar as suas dívidas, economizar ou investir em alguma outra coisa.


Normalmente, muitos fazem esses cálculos de cabeça, realizando estimativas e valores, que podem ou não se aproximar do real número de seus gastos e despesas. No entanto, isso pode ser um tremendo ponto negativo quando se trata do planejamento mensal.


Seja para comprar um espelho decorativo sala de jantar ou qualquer outro acessório, podendo ser até mesmo comida, sempre existe uma pequena parcela de nosso salário que acaba sendo gasto e que não estava previsto no orçamento original.


Isso sem contar com imprevistos que podem forçar uma mudança completa da forma como você investe seu dinheiro no mês, ou até mesmo, nos próximos meses. Nesses casos, você irá se perguntar onde pode economizar e porque está com pouco dinheiro.


Ainda há a situação das pessoas que não têm um salário fixo no final de todo mês, tendo que se adaptar com o dinheiro que pode ganhar em um mês e que pode não ganhar no mês seguinte.


Para esses profissionais, é ainda mais necessário um controle de gastos eficiente e prático, seja para contabilizar uma nova cadeira alta para escritório ou qualquer outro item, e é isso que iremos entender ao longo deste artigo. Acompanhe!


Como uma planejamento financeiro pode te ajudar

Primeiramente, é necessário entender quais critérios compõem uma planilha financeira, ou seja, o que ela precisa para de fato ser efetiva e te ajudar com as despesas e evitar que gaste mais do que deveria. Toda planilha financeira tem como objetivo:

  • Evitar desperdícios;

  • Saber exatamente seus gastos;

  • Melhorar o fluxo de seu dinheiro;

  • Te ajudar a planejar novos investimentos.

Todos esses critérios te auxiliam a manter o foco no que é mais importante para você: economizar. Seja somente para evitar desperdícios ou para investir o dinheiro em outras coisas. Mas, caso você não saiba o que é uma planilha financeira, eis uma explicação.


De forma resumida, uma planilha financeira ou planilha de gastos são uma forma de organizar todo dinheiro que você recebe e gasta, criando assim um fluxo de caixa e entendendo melhor para onde o seu salário está indo.


Seja na contratação de salas para treinamento ou no almoço fora da semana anterior, cada gasto tem de estar lá registrado, para que assim aconteça um maior e melhor controle de tudo que é consumido em seu mês

É uma substituição do antigo caderninho de finanças para um ar mais atual, tanto que é possível encontrar várias na internet, além de você poder montar a sua própria. O normal, nesses casos, é a utilização do Google Planilhas ou do Microsoft Excel.



Não só entender o fluxo do seu dinheiro, mas o planejamento financeiro te ajuda para possíveis imprevistos que venham a surgir, amenizando o impacto, a depender da gravidade e relevância do mesmo.


O que não pode faltar em uma planilha financeira?

Quando for procurar uma planilha de gastos de qualidade ou montar a sua, lembre-se que alguns campos são obrigatórios para que ela seja efetiva e que realmente cause diferença quando for analisar todos os gastos mensais.


Por exemplo, gastos com itens ou acessórios que não são obrigatórios no seu mês, como uma urna acrilica grande que você amou e comprou, podem ser separados em campo denominado como “Gastos Adicionais”.


Então, esse campo será destinado a todos os gastos que não são obrigatórios para a sua sobrevivência e que podem esperar algum tempo para serem adquiridos e que não farão falta caso sejam comprados somente no mês seguinte.


Um campo que deve ser obrigatório é o da “Renda”, ou seja, o quanto de dinheiro está sendo prospectado todo mês. Tal categoria deve ser preenchida com qualquer fonte de renda que conseguiu no mês, mesmo que não seja no mesmo dia.


É interessante separar todas as formas de ganhos e gastos, para que futuramente você saiba de onde entrou e saiu o dinheiro. Isso é ainda mais indicado para pessoas que não dependem apenas do salário mensal, mas de várias fontes de renda.


Então, se precisar contratar um serviço especializado em entrega de documentos, por exemplo, você pode colocá-lo em um campo chamado “Serviços” e então nomear o motivo, deixando bem claro qual foi o serviço realizado e quanto custou.


As datas também são de extrema importância, já que muitas delas podem estar relacionadas a faturas de cartão e aluguel da casa. Portanto, sempre especifique qual foi a data do gasto ou quando a conta x foi paga.


Outras categorias podem ser necessárias e te ajudarão a classificar melhor suas despesas. Transporte e alimentação são categorias obrigatórias pois, com toda certeza, são algo que você sempre utilizará. Mesmo que utilize o carro, ainda existe o gasto do combustível.


Sempre dar prioridade às contas essenciais, ou seja, caso precise escolher entre uma coisa ou outra para pagar ou comprar primeiro, dê prioridade a sua conta de luz e os remédios da família do que a agenda personalizada com nome, criando assim uma fluidez na planilha.


Vantagens de se ter uma planilha financeira

Você pretende atingir algum objetivo na vida que precise de uma quantidade de dinheiro, ou deseja comprar o mais novo e tecnológico celular da geração?


Em ambos os casos, é necessário um bom controle financeiro, para que assim o dinheiro economizado seja aplicado onde precisa.


Para conquistar tais feitos, é necessário muita organização e, acima de tudo, bastante disciplina com o dinheiro. Coloque o objetivo em mente e tudo que fizer tem que ser voltado a atingir tal objetivo, independentemente de qual seja.


Além de que alguns benefícios e vantagens são conquistados ao começar a economizar e entender o seu fluxo de dinheiro mensal. Por isso, pegue aquele folder turístico do lugar que quer viajar, mentalize como será bom ir para lá e confira os benefícios:


1 - Fácil identificação dos desperdícios

Mesmo sem perceber, gastamos muito com coisas que podem parecer pouco, mas ao final do mês, fazem diferença no orçamento dependendo da quantidade de vezes em que decidimos não economizar, mesmo que de forma inconsciente.

A sobremesa que você comeu logo depois de almoçar custou R$ 15, mais tarde você tomou uma cerveja com alguns amigos e gastou mais R$ 30. No dia seguinte, você comprou uma camiseta de R$ 20 que estava na promoção. Tudo isso são gastos cumulativos.



Em apenas dois dias, você gastou R$ 65 e nem percebeu, imagina o quanto que acaba gastando ao final de uma semana? De um mês? De um ano? Não estamos dizendo para se privar de nada, apenas avalie melhor os seus gastos diários, pois eles fazem a diferença.


2 - Maior foco nos objetivos

Quando você tem um objetivo muito claro em mente, economizar deixa de ser uma tarefa difícil e passa a se tornar parte do objetivo, obviamente, dentro das limitações e necessidades que o cotidiano nos impõe.


Ao começar a enxergar que o dinheiro que antes estava sendo desperdiçado está tomando um rumo para atingir o que você tanto espera, é muito provável que sinta um estímulo maior a continuar a prática, aumentando a sua motivação.


Caso ainda não tenha um objetivo em mente, uma ótima alternativa é investir o dinheiro que economizar e tentar fazer com que ele entre em uma crescente, podendo criar uma reserva emergencial para imprevistos e até mesmo começar a lucrar com seus investimentos.


É extremamente normal que, atualmente, as pessoas prefiram investir seu dinheiro em ações (sejam de grandes ou pequenas empresas) ou até mesmo no tesouro direto ao invés de guardar o dinheiro em poupanças.


Independentemente de sua escolha, usar o dinheiro “extra” para investir em algo novo já é um destino muito melhor do que o previsto anteriormente.


3 - Reduz gastos desnecessários

O simples fato de começar a prestar atenção nos seus gastos já cria o hábito de reduzir custos desnecessários. Enquanto antes você simplesmente faria a impressão de calendário de mesa de forma automática, agora começará a fazer manualmente.


Isso sem mencionar a capacidade que desenvolverá em saber tudo que gastou de cabeça. Uma por ter menos gastos a se imaginar e outra por exercitar essa atividade todos os dias. No mínimo você terá boas estimativas sobre o que foi gasto.


Com isso, esperamos que nossas orientações e dicas tenham te ajudado a compreender melhor a função de uma planilha financeira e como fazer para controlar os seus gastos. Seja focado e comece já, tenho certeza que irá aproveitar o resultado.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.