• Júlia Orige

A Barcelona de Zafon



Barcelona é uma cidade mágica. A capital da Catalunya é o lugar perfeito pra quem gosta de arquitetura e arte. Barcelona é a tela de Gaudí, mas mais que isso, ela também conta com a maravilhosa arquitetura gótica.

Meu autor preferido é Carlos Ruiz Zafon, tenho um carinho especial por ele. Talvez por misturar tão bem minhas coisas favoritas: literatura, história e lugares.

Seus livros mais famosos: A Sombra do Vento, Jogo do Anjo e Prisoneiro do Céu são ambientados em Barcelona. Ele mescla a própria cidade na estória e lendo seus livros é possível andar por Barcelona. Quando o li senti que estava lá e, quando realmente estive, lembrei-me dele.

A Barcelona da Sombra do Vento é a parte gótica, com suas catedrais e esquinas sextavadas. A arquitetura reflete a prosperidade do reino medieval de Catalunya e Aragão. Reza a lenda que nessa época até os peixes do Mediterrâneo tinham a bandeira do reino nas costas.

O crítico de arte, Robert Hughes, afirmou em seu livro sobre a cidade: "Hoje, tirando alguns séculos de atrito e destruição, o Bairro Gótico de Barcelona ainda contém a maior concentração de contruções dos séculos XIII e XIV da Espanha, e não descontando nem Veneza, a mais completa coleção da Europa. Eles tem de todos os tipos: Igrejas parisienses, town houses, prédios do governo, halls do conselho, sedes de corporações, estruturas industriais, e, é claro, uma catedral."

A Sombra do Vento se passa no Bairro Gótico. Gustavo Barceló tem sua livraria na Calle Fernando, entre a Calle Santa Ana, onde os Semperes vivem, e a Plaza Real, onde Clara Barceló toca piano. Daniel, personagem principal do livro, frequentemente passa pela Catedral.

Eu gosto de, mais do que visitar lugares, conhecê-los. Pra mim a Sombra do Vento foi como aquelas longas conversas quando se conhece alguém com quem se dá bem. Quem sonha com Barcelona deveria ler Zafon.


Navegue pelo Quem vai e quem fica:
Páginas principais:
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest
Assine a nossa newsletter