• Júlia Orige

Comprar eletrônicos na Europa vale a pena?



No Brasil tudo é caro. Ou, ao menos, todos os bens de longa duração. Roupas, sapatos e eletrônicos. A culpa é dos impostos. No Brasil tudo é caro. Isso é especificamente verdade quando em comparação com os Estados Unidos. Quando o referencial muda, a verdade também. Na Europa, de modo geral, as marcas são um pouco mais baratas e há roupas e sapatos para comprar por preço de banana. Mas, claro, não espere que durem mais do que um ano. De qualquer forma, é bom para renovar o guarda-roupa. A 3 euros a camiseta, que mal tem trocar a estampa de vez em quando? Os eletrônicos também são vendidos mais barato, porém, para mim não vale a pena comprá-los na europa. No Brasil, mesmo que sejam uns 10% mais caros, eu consigo parcelar. Na Europa isso quase não existe. O parcelamento sempre tem juros astronômicos. Por isso, meu computador e celular preferi comprar no Brasil mesmo. Se você tem dinheiro à vista para gastar com isso, pode economizar comprando eletrônicos em uma viagem à Europa. Mas, caso seja mais conveniente pagar por prestações, recomendo fortemente o site da Submarino. Contudo, vale a pena comprar acessórios! Fones de ouvido, caixinhas de som portátil ou carregadores são bem mais baratos (e são os originais!). Você pode encontrá-los em qualquer Fnac, há lojas espalhadas pela Europa inteira. Ou em lojas especializadas em eletrônicos, como a Media Markt. Você tem alguma dica legal de compras na Europa? Conte pra gente nos comentários!

#europa

Navegue pelo Quem vai e quem fica:
Páginas principais:
Atalhos:
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest
Receba dicas de viagem por email: