• Júlia Orige

Gato escondido, com o rabo de fora - expressões portuguesas



riso

Os países de língua oficial portuguesa partilham o óbvio: a língua. Com ela, também uma história associada e interligada. Se pudermos analisar cada país à minúcia, conseguimos notar as mais diversas semelhanças relativas aos povos e ao modo como se expressam. Contudo, também as diferenças são manifestamente notórias, e eu não estou a falar somente de sotaques. Com influências daqui, ou de acolá, cada região obtém as suas próprias gírias que, por vezes, podem ser partilhadas com outros países da mesma língua oficial, traduzidas, ou até repassadas e parcialmente alteradas.

Nesta postagem, decidimos reunir um conjunto de expressões utilizadas pelos portugueses. Importante será relembrar que elas partem da minha experiência e daquilo que eu me habituei a ouvir, pelo que podem não corresponder exatamente à real expressão utilizada. Posto isto, divirti-vos, e multiplicai-vos! (Ah… E não vos ofendeis com eventual vernáculo, é tudo uma questão enfática).

Eu conheço-te de outros carnavais.

Esta expressão é utilizada para referir que aquele género de pessoa já nos é familiar. Como se eu já soubesse a casta a que pertence.

Ficar no cu de Judas.

Ficar muiiiiii(…)iito longe!

Andas a mijar fora do penico.

Esta frase é utilizada para indicar que aquela pessoa não anda a fazer coisa boa. Que tem andado afazer o que não deve.