Newsletter de promoções de viagem:

  • Júlia Orige

Ilha dos Frades: tudo sobre esse paraíso em Salvador


ilha dos frades
Praia do Loreto, Ilha dos Frades - Foto Wikimedia commons

No meio da Baía de Todos os Santos fica uma ilha que vem chamando a atenção dos turistas com suas águas cristalinas. A Ilha dos Frades - e principalmente a praia Nossa Senhora de Guadalupe - precisa entrar no roteiro de viagem de quem vai para Salvador e curte praia.


Aqui nesse post você descobre tudo o que precisa saber antes de fazer o passeio para a Ilha dos Frades: como chegar, quanto custa, taxas, o que fazer por lá, quando ir...


Caso você queira um roteiro detalhado e completo para Salvador dê uma olhada nesse post aqui. Tem também o roteiro de Morro de São Paulo aqui.


Como chegar na Ilha dos Frades?

Para chegar na Ilha dos Frades em Salvador é preciso ir de barco, você pode ir com um dos passeios turísticos que saem do terminal náutico em frente ao Mercado Modelo, com um barco particular/alugado ou com um barco de linha, que sai de Madre de Deus, que é por onde os moradores locais vão.


Passeios de Escuna

Foi assim que eu fiz, fui com o passeio às ilhas da Cassi Turismo, que passa na Ilha dos Frades (praia de Nossa Senhora de Guadalupe) e na Ilha de Itaparica. O barco sai do terminal turístico às 9hrs da manhã e te devolve ali perto das 18h.


Eu fiz o trajeto saindo do hotel, eles foram me buscar com uma van que passa em várias hospedagens. A van para nos hotéis a partir das 8hrs. Eu fiquei hospedada no Hostel Barra e sai diretamente de lá.


O valor do passeio é de R$ 100 saindo do terminal marítimo ou R$ 120 com o serviço de busca no hotel. Eu recomendo que você reserve com a busca no hotel, porque na hora de voltar o pessoal vai embora logo que sai do barco e aquela região ali do Mercado Modelo fica meio perigosa fim de tarde/noite. É mais seguro já ter o seu transporte do que esperar um Uber chegar.


Recomendo levar um lanche para o passeio ou almoçar na Ilha dos Frades, o restaurante indicado para o almoço, na Ilha da Itaparica, é bem ruim. É um buffet livre, quando eu fui (dezembro de 2020) custava 55 reais por pessoa e a comida estava sem tempero e fria. Achei bem decepcionante.


Gostei bastante do trajeto de barco, ao sair e chegar no terminal marítimo de Salvador você tem uma vista super privilegiada do Mercado Modelo e do Elevador Lacerda.


passeio ilhas
Vista para Salvador do barco na Baía de Todos os Santos

Taxa de preservação: assim que você desembarca na Ilha dos Frades vai passar por um píer onde é obrigatório pagar uma taxa de preservação de R$ 25 para entrar na Ilha. Essa taxa não está incluída no passeio e só é cobrada se você chegar na ilha pela praia de Nossa Senhora de Guadalupe.


Sobre a Cassi Turismo: quando eu fiz o passeio às ilhas da Cassi eu fiz por parceria, ganhei o ingresso de cortesia por ser blogueira de viagem. Eu faço isso com alguma frequência, é uma forma de baratear a viagem e dar boas indicações para meus seguidores.


Então eu postei nos meus stories sobre o passeio, informei os preços (dezembro de 2020) e umas semanas depois uma seguidora minha veio me mandar alguns prints de uma funcionária da Cassi Turismo sendo rude com ela. Ela tinha ido reservar o passeio, falou que viu no meu Insta e a moça tratou ela super mal, passou um preço diferente do que tinham me informado e do que estava no site, disse que nunca tinham feito parceria comigo.


Acabei por mandar mensagem sobre a situação para o gerente, que me ligou e pediu desculpas etc, mas deixo o alerta aqui pra caso aconteça algo do gênero. Eles são uma empresa bem grande, com muitos funcionários e aparentemente eles não tem lá muito bom humor.


Eu já senti isso no próprio passeio, são muitos turistas para poucos funcionários. Também rola ali uma venda casada no restaurante de Itaparica, que o barco para numa praia onde só tem uma opção de comida, que é cara e muito ruim.


Mas assim, o passeio acontece, ele tem um preço bem ok e você vai conhecer as ilhas! Só se prepare psicologicamente, que não é nenhum serviço VIP. Eu acredito que a experiencia depende muito de aquilo que a gente espera, por isso alerto quando tem algo que não é muito legal. Não é para desanimar e você não ir, é pra ir com as expectativas alinhadas e conseguir curtir apesar das partes ruins.


De forma independente:

Para chegar na Ilha dos Frades sem contratar um passeio com uma agência de turismo você pode ir via Madre de Deus, que é um município da Baía de Todos os Santos. Esse método para chegar lá requer percorrer um trecho por terra, Madre de Deus fica a cerca de 70 km de Salvador. Você pode ir de carro ou de metrô + ônibus.


Essa é uma forma de conhecer mais a fundo a Ilha dos Frades, assim você pode ficar mais tempo por lá. É possível até se hospedar em um Airbnb para passar uma noite ou mais na Ilha.


Caso você queira ir de transporte público, pegue um metrô até a estação Pirajá, de lá você deve pegar o ônibus 805 até Madre de Deus. Ele para no terminal marítimo, onde você vai pegar o barco para a Ilha dos Frades.


Fazendo esse trecho de metrô + ônibus + barco você vai gastar cerca de R$ 18 por trecho (só ida ou só volta). Que é bem mais barato do que fazer o percurso com a agência de viagem. Mas requer mais planejamento.



Nesse caso você vai chegar na Ilha dos Frades em outra praia, em Paramana, que é o centrinho da Ilha dos Frades. Aqui não tem taxa de preservação para pagar e você pode fazer a trilha até a praia do Loreto, que é bem bonita também. Mas não é a mesma dos passeios com agências, que é a Nossa Senhora de Guadalupe.


Cuidado que o último barco de linha que volta para Madre de Deus saí às 17h.


Se eu tiver a oportunidade de ir novamente para a Ilha dos Frades eu iria por conta e dormiria um dia lá.



Quer mais um passeio incrível para fazer perto de Salvador? Veja o roteiro de viagem pra Morro de São Paulo, tem o orçamento completinho.



Posts Relacionados

Ver tudo
Quem vai e quem fica - Marca.png

Toda sexta na sua caixa de entrada as promoções que valem a pena de verdade, sem metade do dobro. 

Até sexta!

Júlia Orige
Blogueira de viagem
Oi gente, eu sou a Júlia e o Quem vai e quem fica é o espaço onde eu organizo todos os meus conteúdos de viagem. Pra te guiar pelas suas próximas aventuras.
Aqui eu ofereço os meus erros e os meus acertos para que você possa viajar melhor e mais fácil
Me acompanhe diariamente no Instagram
Para falar sobre parcerias e publis mande um email para juliaorige@gmail.com