Newsletter de promoções de viagem:

  • Júlia Orige

Como melhorar suas fotos de viagem? 10 dicas para arrasar nos cliques

Atualizado: 7 de out. de 2021

Alguns veem as fotos de viagem como uma querida recordação, alguns veem como arte e outros fazem disso trabalho. Pra mim, são as três coisas ao mesmo tempo e estou sempre em busca de melhorar minhas fotos de viagem. Cada vez tenho resultados melhores e fico mais feliz com eles.


Aqui nesse post eu separei 10 dicas para você tirar fotos de viagem melhores! São ideias que eu uso em todas as minhas viagens para voltar com registros incríveis. Essas dicas são uma mistura da minha experiência pessoal com fotos de viagem e de conceitos e técnicas que eu aprendi estudando fotografia na faculdade.


Como eu viajo muito sozinha, eu atuo muitas vezes como fotógrafa, modelo, maquiadora, figurinista e às vezes até tripé. Se quiser levar essas dicas para fotos de viagem pra outro nível e aprender como fazer sozinha, dá uma olhada nesse vídeo:

Me acompanhe no Instagram se você gosta de fotos e dicas de viagem


10 dicas para tirar fotos de viagem cada vez melhores:

Cada tipo de fotografia tem suas particularidades, mesmo que siga as mesmas diretrizes gerais técnicas. Então aqui eu misturei dicas de fotografia geral, que vão melhorar qualquer foto com dicas específicas para fotos de viagem. Vamos lá?


1. Preste atenção nas linhas da foto

O olhar humano busca padrões nas coisas, nós tendemos a buscar linhas e formas geométricas sempre que vemos uma imagem. Muitas vezes sentimos que algo está feio ou bonito e não sabemos bem porque.


Quando estamos falando de fotos, um segundo é o suficiente pra alguém determinar se gostou ou não da imagem. O sentimento vem de imediato, depois processamos racionalmente.


Um dos elementos mais importantes nas fotos são as linhas que conduzem o olhar. Veja quais linhas estão dentro do seu enquadramento (espaço da foto). Quando há linhas os nossos olhos percorrem essas linhas instintivamente, veja se existem formas como estradas, corrimão, paredes, horizonte...


Lembre-se:

  • O horizonte deve estar paralelo à moldura da foto, nunca inclinado.

  • As linhas que são verticais na vida real, também devem parecer verticais na foto (portas, paredes...)

Olhe os exemplos, desenhei as linhas como são percebidas:


2. Não corte pés e cabeças

Enquadrar uma pessoa na foto cortando uma parte do corpo tem que ser muito bem pensado, ou fica bem esquisito. Alguns enquadramentos que faltam partes do corpo podem dar uma impressão ruim, uma sensação mesmo.


Em fotos de viagem que a gente costuma fazer enquadramentos mais abertos, com o cenário atrás, é normal que se corte os pés sem querer. A foto fica melhor se você enquadrar tudo, inclusive o pé. Cortar partes da cabeça é um erro pior ainda!


Esse aqui é um exemplo do que não fazer:

Ainda assim a foto ficou boa, mas não tinha necessidade nenhuma de cortar o pé, foi só falta de atenção mesmo. Tem bastante espaço em cima da foto que poderia ter sido diminuído um pouqinho pra incluir o pé no enquadramento.


3. Sujeito, circunstância, ambiente

Se você não sabe como posar, ou o que fazer durante uma foto de viagem, eu tenho uma boa dica. Pense na foto como um retrato com um sujeito (você), fazendo algo em um ambiente. Fotos onde você está fazendo alguma coisa costumam ser mais interessantes, porque contam uma história.


Onde você está? Qual parte desse ambiente você quer mostrar? O que você está fazendo aí? Pode ser passeando, observando, comendo, explorando, trilhando...


Inclua uma ação na sua foto, se for preciso compre um sorvete.


4. De baixo pra cima ou de cima pra baixo?

O ângulo da foto é muito importante. Se você se abaixar para uma foto de baixo pra cima, vai dar mais ênfase no sujeito em primeiro plano (o viajante) e consegue enquadrar mais céu, prédios altos, igrejas, etc.


Usar o ângulo de baixo pra cima é bom pra cenários urbanos, com construções mais altas.


De cima pra baixo dá uma ênfase maior no cenário do que no sujeito, provavelmente você vai ocupar uma parte menor da foto. É muito bom em cenários mais abertos, ambientes com montanhas ao fundo, paisagens grandes e abertas.


5. Tripé!

Para quem viaja sozinho, o tripé pode ser seu melhor amigo. Mesmo viajando com alguém, se você quer ter mais liberdade nas suas fotos e não depender de ninguém, recomendo comprar um tripé de viagem. Aqui nesse post eu indico os melhores.


Com o tripé você consegue visualizar o enquadramento e garantir que a foto vai ficar naquele ângulo específico. Além disso, dá uma estabilidade a mais, o que garante a qualidade da foto mesmo que sua câmera não seja das melhores.


6. Luz e sombra?

Quando estamos em um ambiente com variações de luz e sombra, pode ser complicado fazer uma boa foto de viagem. Para fazer fotos melhores, recomendo que você posicione o sujeito da foto na parte mais clara, onde tiver sol/luz.


Para garantir um pouco da qualidade da foto, regule a luz pela parte mais escura. Ou seja, clareie toda a foto. É melhor tirar uma foto que fique toda mais clara e depois editar no Lightroom para regular a luz certinho do que pegar áreas completamente escuras, que não se salvam depois.


Mas também não pode clarear tanto que estoure a foto, que isso também não dá pra salvar na edição. O ideal é que você deixe tudo um pouco mais claro do que o ideal, mas que não fique completamente branco e estourado.


7. Adicione movimento

Para fazer fotos de viagem mais interessantes experimente poses em movimento, andando, girando, pulando... Movimento torna a foto mais chamativa e alegre.


8. Objetos de interação

Interaja com o ambiente, pode ser tomando um sorvete, se pendurando em um poste, sentando em uma cadeira ou banco, pegando flores... Veja quais são os elementos ao seu redor e como você poderia interagir com eles para mostrar uma ação.


9. Taca preset nelas

Para tornar suas fotos de viagem ainda melhores, edite com presets. Eles são filtros profissionais, usados no Lightroom, que é um app de edição de fotos gratuito e profissional.


Os presets podem ser criados ou comprados. Recomendo ter vários para ir testando e adaptando, eu adoro!


10. Pense na roupa com antecedência

Como nas fotos de vigem o ambiente tem um papel muito importante, é bem interessante pensar nas cores dos looks, em como elas vão se misturar com o cenário.


Geralmente fotos de viagem são mais afastadas, dando um panorama mais geral, então a roupa faz um grande efeito. Eu gosto de pensar em cores contrastantes, para que chame a atenção na paisagem.


Por isso uso muito vermelho, que é fácil de contrastar com paisagem verde, água do mar que é azul e prédios cinzas.


Roupas verdes são meio complicadas em paisagens mais campestres, já que não chamam muito a atenção. Coisas brancas funcionam bem em quase tudo, já as pretas são mais complicadas. Porque roupa preta tende a perder os detalhes nas fotos se você está num ambiente muito iluminado. A câmera não consegue captar o baixo contraste da roupa com ela mesma e acaba ficando um bloco de cor.


Essa foto aqui foi bem espontânea e ficou bonita, mas a blusa amarela foi uma péssima escolha. Aqui uma blusa branca favoreceria muito mais a foto:


Aqui eu escolhi a saia azul que iria contrastar com os prédios amarelos e acabou ficando da mesma cor do céu, mas como estão em áreas diferentes da foto ficou bom:


O vermelho como contraste:


Gostou das dicas? Me segue no Instagram para ficar por dentro dos meus conteúdos!


Esse conteúdo foi útil pra você e quer oferecer um cafézinho como agradecimento? Pode fazer isso via PIX (juliaorige@gmail.com) ou via PicPay (https://picpay.me/juliaorige). Qualquer valor de contribuição é bem vindo mesmo, um café custa R$ 3 aqui do lado! Com a sua ajuda eu posso continuar trazendo dicas exclusivas por aqui.

Posts Relacionados

Ver tudo