• Júlia Orige

O que fazer em Florianópolis? Veja os melhores passeios


o que fazer em florianópolis
Mirante para Ponte Hercílio Luz | O que fazer em Florianópolis

Conhecida como Ilha da Magia, Florianópolis é um destino turístico muito procurado pelas suas praias e trilhas, mas também possui várias atrações para quem ama história e gastronomia. A ilha é bem grande e existem muitas coisas para fazer em Florianópolis, inclusive muitas delas são bem baratas (tirando a comida).


Eu moro em Florianópolis tem alguns anos, já fui e já voltei e ainda não conheço tudo por aqui. E olha que eu amo explorar essa cidade maravilhosa. Eu só não sou a maior fã de praia, então conheço poucas de fato. A maioria só passei pra tirar uma foto.


Floripa é uma cidade relativamente nova, a maioria dos moradores não são nativos da ilha. E por isso todo mundo é muito aberto com pessoas de fora, não é um lugar onde você se sente muito estrangeiro. Essa é uma das coisas que eu mais gosto aqui, já que no fim das contas eu já não sou de lugar algum.


A capital de Santa Catarina engloba a ilha e uma pequena parte no continente, logo depois da Ponte. Nesse post vou te mostrar o que fazer em Florianópolis em cada região da cidade.


Leia também: Onde se hospedar em Florianópolis


O que fazer em Florianópolis? Melhores passeios:


Continente

Via gastronômica de Coqueiros e praia de Itaguaçu

o que fazer em florianópolis
Praia de Itaguaçu | O que fazer em Florianópolis

Coqueiros é um bairro na região continental de Floripa, a principal atração aqui é a via gastronômica, com muitas opções de culinária local e internacional. Ao lado fica a praia de Itaguaçu, onde estão as famosas pedras das bruxas de Cascaes.


Florianópolis é chamada de Ilha da Magia por causa de suas histórias sobrenaturais, principalmente sobre bruxas que se tornam pedras. Ali na praia de Itaguaçu existem muitas pedras grandes, no meio da água. Dizem que foi uma convenção de bruxas, que não convidaram o diabo para a festa. Ele apareceu mesmo assim e transformou todas em pedras.


Recomendo que você vá para almoçar ou jantar na via gastronômica e passeie pela beira-mar até a praia de Itaguaçu. Ali pertinho tem um mirante muito bonito, que vale muito a pena ir se você estiver de carro, porque ele fica mais no alto.


É o Mirante da Praia das Palmeiras, que eu sinalizei aqui no mapa mundi de dicas de viagem. É só dar um zoom na região de Coqueiros.


De restaurantes eu recomendo o Rancho Açoriano, se o seu orçamento estiver folgado. E o Boteco Zé Mané, para uma coisa mais informal à noite.

Centro da Ilha - O que fazer em Florianópolis?

Centro histórico: Mercado público, Palácio Cruz e Sousa e Ponte Hercílio Luz

O que fazer em Florianopolis
Mercado Público de Florianópolis

O centro histórico foi construído em uma arquitetura tipicamente colonial e tem vários prédios históricos. Se você está procurando o que fazer em Florianópolis no centro eu te aconselho a seguir o roteiro:


Comece o dia pela manhã, no mirante para a Ponte Hercílio Luz. A ponte que é cartão postal de Floripa ficou em reforma por quase 30 anos, hoje é aberta somente para o transporte público e pedestres. A vista é linda lá de cima.


Depois desça o morro para o centro histórico, vá até a Praça XV, que é o ponto fundador da cidade. Ali você vai encontrar uma velha figueira, sustentada por uma estrutura de metal. Ela foi plantada em 1871 e hoje é um dos símbolos de Florianópolis.


A praça é linda, tire um tempo para apreciar a natureza cercada pelos prédios históricos. Em frente à Praça XV está a Catedral Metropolitana de Florianópolis. E perpendicular a ela está o Palácio Cruz e Sousa, que era a antiga casa do governador e hoje é o Museu Histórico de Santa Catarina.


O palácio cor de rosa é muito bonito por fora e por dentro, vale a pena a visita ao interior. As escadarias são impressionantes e os móveis super bem conservados. Quando eu entrei o bilhete custava 10 reais.


Não é um museu muito interativo, é mais para apreciar a beleza da construção e decoração do palácio.


Depois de visitar o museu, desça até o Mercado Público para almoçar. Ali você vai encontrar várias opções de comidas típicas, sejam elas ostras, peixe ou pastel com caldo de cana.


Beira-mar norte

A Beira-mar norte é o nosso calçadão, onde as pessoas vão caminhar, fazer exercícios, levar o cachorro para passear, tomar uma água de coco... Em dias de sol fica muito bonita, em dias nublados parece que uma magia acontece e vira um lugar triste.


Na beira-mar você vai encontrar vários restaurantes mais modernos, principalmente os de rede, como Outback, Didge, Mc Donald's e Habibs. Tem os mais chiques e os mais fast food.


Um pouco para cima, na rua Vitor Konder, tem um restaurante de Fondue incrível. Muito caro também, mas incrível. É o Black Pot, se você tiver a oportunidade vá conhecer.


Também é ali perto que fica um dos meus restaurantes favoritos de sempre, o Kaffa. É um restaurante árabe, com um ambiente super aconchegante. Ótimo para encontros.


Lagoa da conceição

barco na costa da lagoa em florianópolis
Barco na Costa da Lagoa em Florianópolis

Provavelmente o bairro mais descolado e jovem da ilha, a Lagoa da Conceição tem várias atrações para quem quer saber o que fazer em Florianópolis.


Na Avenida das Rendeiras você encontra vários restaurantes tradicionais, daqueles aonde vão as famílias e os casais mais velhos. Mas lá no final também dá para encontrar uns barzinhos mais modestos para tomar uma cerveja e comer uma porção de peixe frito.


É uma ótima região para você comer de frente pra lagoa.


No centrinho você encontra algumas opções de bares, pubs, cafés e restaurantes mais voltados para a noite. A Lagoa tem um publico bem Millenial, então existem coworks, cafés que você pode usar como cowork, restaurantes mais trends e brechós.


Aos finais de semana tem uma feirinha de artesanato. Eu sou especialmente fã do Café Cultura da Lagoa e do Leeds, também um café. Em termos de qualidade da comida e bebida o Café Cultura é bem superior, mas ele também é bem caro. O Leeds oferece um serviço parecido, por bem menos e o ambiente é incrível. E ele é bem menos cheio, como eu gosto de ir para passar o dia acabo indo mais no Leeds.


Costa da Lagoa

A Lagoa da Conceição é dividida em Centrinho da Lagoa, Costa da Lagoa e Canto da Lagoa. Para chegar na Costa da Lagoa você precisa fazer uma trilha ou pegar um barco. Não existem estradas de carros para lá.


Essa foi uma das primeiras regiões povoadas da Ilha, quando a imigração açoriana veio para cá em 1746. As pessoas que vivem ali são em sua maioria descendentes desses primeiros imigrantes.


Ir até a Costa da Lagoa é um ótimo passeio para almoçar uma comida típica de verdade, mais raiz. Para pegar o barco ou você vai até o Canto dos Araçás, ou no Terminal Lacustre ou no Terminal da Lagoa, que fica entre o centrinho e a Avenida das Rendeiras.


Existem os barcos dos próprios restaurantes que vão buscar os turistas no cais e o barco regular, que funciona como se fosse um ônibus, parando nos pontos ao longo da costa.


Dunas da Joaquina

dunas da joaquina florianópolis
Dunas da Joaquina

Passando pela Lagoa da Conceição, a praia mais perto é a Praia da Joaquina. No caminho para a praia você vai encontrar as Dunas da Joaquina, que tem uma vista linda para a praia e atividades disponíveis na areia.


O lugar é lindo, em frente tem dois barzinhos. A praia da Joaquina também é muito bonita, porém costuma ser a mais cheia, já que é a mais perto dos principais pontos de moradia de Florianópolis.


Praia Mole

Mais ou menos à mesma distância que a Joaquina, mas pro outro lado, a Praia Mole é muito concorrida também. Ela tem esse nome por causa da areia fofa. Suas águas são mais frias e agitadas, é bem procurada por surfistas.


Sul da Ilha - O que fazer em Florianópolis?

Ilha do Campeche

É águas cristalinas que você procura? A Ilha do Campeche é conhecida como o caribe catarinense, por causa da cor das suas águas. Mesmo nos dias mais nublados você vai se impressionar com a beleza do lugar.

Para chegar na Ilha do Campeche você precisa pegar um barco, que pode ser na Barra da Lagoa ou na praia da Armação. Existem pescadores que fazem esse trajeto e empresas turísticas mesmo. Quando eu fui saí da Barra da Lagoa com a Lagomar, foi um trajeto de 1hr de barco até a Ilha do Campeche.


O valor desse passeio costuma rondar os 120/150 reais pelo barco. É uma ilha "deserta", ou melhor, não habitada. O turista pode ficar até 5hrs na ilha e não existem moradores. Só um bar, que aceita apenas dinheiro.


Recomendo levar um lanche para passar o dia.


Ao chegar na Ilha do Campeche você é recebido pelos voluntários do projeto de preservação, que vão te explicar sobre a Ilha e oferecer os passeios de trilhas deles.


Lagoinha do Leste

o que fazer em florianópolis
Lagoinha do Leste, Morro da Coroa | O que fazer em Florianópolis

A trilha mais famosa de Florianópolis, com toda certeza. A Lagoinha do Leste é uma praia - e lagoa - no sul da Ilha. Entre a praia do Matadeiro e a do Pântano do Sul.


A paisagem é surreal. A Lagoinha do Leste só é acessível via trilha ou barco e não há ninguém morando por lá, ou melhor, não há casas. Porque sempre tem acampamentos. Existem várias pessoas que vão para a Lagoinha do Leste acampar por meses até. E os pescadores locais levam comida para eles.


Lá não tem sinal de internet nem eletricidade. Inclusive todas as minhas power banks descarregaram magicamente, tive que economizar muito a bateria dos meus equipamentos e quando cheguei em casa para carregá-las estavam carregadas.


Nesse post aqui eu expliquei como chegar na Lagoinha do Leste


Pântano do Sul

praia do pantano do sul em florianopolis
Praia do Pântano do Sul | O que fazer em Florianópolis

Provavelmente seu ponto de partida da Lagoinha do Leste, a praia do Pântano do Sul, na minha opinião é a mais bonita de Florianópolis. Talvez porque tem os barquinhos no horizonte, ou talvez porque sempre que eu vou lá estou comendo comida boa no Bar do Vadinho e isso me deixa feliz.


Veja também: vlog de viagem no Pântano do Sul + Lagoinha do Leste


Na praia do Pântano do Sul fica o Bar do Arantes, que é aquele famoso bar cheio de papelzinhos nas paredes, onde você pode deixar seu próprio recado. Ele é bom também, mas meu coração é todo do Vadinho.


O Bar do Vadinho é um restaurante de comida caseira típica, ele tem um menu fixo, que é o mesmo há não sei quantos anos, uns 30 acho. Você paga um valor por pessoa, na última vez que eu fui estava 49,90 por pessoa e come à vontade. São 3 tipos de peixe, pirão, feijão, salada, arroz, farofa e batata frita.


De comer rezando.


Ribeirão da Ilha

ostradamus no ribeirão da ilha florianópolis
Pier do Ostradamus

Se você quer encontrar mais da arquitetura típica açoriana, vá até o Ribeirão da Ilha. É um dos bairros tradicionais de Florianópolis, com suas casinhas coloridas e manézinhos da ilha.


É aqui que são cultivadas as ostras, uma das comidas típicas de Florianópolis, que é a capital da Ostra. No Ribeirão você vai ver vários restaurantes e cafés com nomes que são trocadilhos.


Tem o Ostradamus, o Umas e Ostras, o Tens Tempo Café...


Recomendo fortemente que você prove as ostras aqui, um dos pratos que você encontra é Ostra Gratinada. Que é minha preferida, até aprendi a fazer para comer em casa. Tem a receita aqui.


O Ribeirão da Ilha é um lugar que fica muito bonito até com chuva. Não sei explicar, mas é um local lindo depois e antes de tempestades.


Norte da Ilha - O que fazer em Florianópolis?

Santo Antônio de Lisboa

santo antonio de lisboa
Santo Antônio de Lisboa | O que fazer em Florianópolis

Seguindo a linha de bairros típicos de Florianópolis, Santo Antônio de Lisboa foi um dos primeiros assentamentos de imigrantes. O bairro todo é muito aconchegante. Visite a Igreja, a praça que fica em frente e passeie pelas casinhas fofas.


Aqui também é um ótimo local para fãs de gastronomia. Na beira da praia você encontra restaurantes mais focados em frutos do mar e nas ruas de cima tem alguns cafés/bistrôs encantadores.


O café da Praça é muito gostoso e o Santo Apetito é surreal, ele é um café/bistrô que fica atrás da Casa de Açoriana de artesanato. O ambiente é incrível e a comida melhor ainda.


Santo Antônio de Lisboa é o lugar perfeito para assistir o melhor pôr do sol da Ilha. Uma boa opção pra quem quer assistir esse evento de camarote com um café gostoso e um bolo é a Fairyland, uma cupcakeria em frente ao mar. Atendimento de primeira e qualidade impecável.


Meu preferido é a Torta Quatro Leites deles, é levinha e não doce demais.


Jurerê Internacional

Jurerê é a nossa Beverly Hills, com casas chiques e baladas caríssimas . A praia tem águas extremamente calmas e é muito bonita.


Vale o passeio para ver as casas, o shopping aberto e eventualmente um show no P12. Que é uma casa de festas.


Costão do Santinho

costão do santinho em florianópolis
Costão do Santinho | O que fazer em Florianópolis

No Costão do Santinho fica um museu arqueológico a céu aberto. Ao longo da encosta estão gravados desenhos rupestres de milhares de anos atrás, para preservá-los foi criada um estrutura de madeira. A praia é ótima e de cima dos penhascos você tem uma vista incrível.


É nesse mesmo canto da praia que fica o Resort All Inclusive Costão do Santinho, que está entre os melhores resorts do Brasil.


Ingleses e Canasvieiras

Ingleses e Canasvieiras são duas praias no norte da Ilha, muito frequentadas por famílias. No verão o norte da ilha fala espanhol, inclusive, de tantos argentinos que vem conhecer as nossas praias.


As duas praias são ótimas opções para viagens com crianças, já que o mar é mais amigável e existe uma estrutura boa de apoio ao turista.


Nos ingleses fica o Água Show Park, um parque aquático muito divertido para levar a família.


O que fazer em Florianópolis com chuva?

Ok, sendo bem sincera, a maior parte dos passeios em Floripa é a céu aberto e envolve ter um dia de sol. Mesmo assim chuva não é algo raro por aqui, no verão são bem comuns as chuvas de fim de tarde.


Minha dica para você poder aproveitar bem a sua viagem a Florianópolis é sair sempre para as praias de manhã, porque o tempo costuma fechar só de tarde.


Além disso, veja algumas coisas para fazer em Florianópolis com chuva:


Cinemas

Para fugir da chuva você pode optar por um cineminha. Temos 4 opções na ilha:


Floripa Shopping

No Floripa Shopping o cinema é da Cinemark, com uma ótima estrutura e os melhores preços, nas segundas e terças o 2D normal custa 13 reais.


A pipoca é boa e tem uma boa variedade de filmes, às vezes tem festivais com filmes mais antigos, óperas ou ballets.


Beira-mar Shopping

O cinema do Beira-mar mistura filmes mais comerciais e alternativos, dando bastante opções. Ele fica no último andar do Shopping, acima de todas as garagens. Se for lá aproveite para ver a vista lá de cima.


A estrutura do cinema é boa, a pipoca salgada é horrível. Ela vem sem sal, então você coloca, porém ela é feita sem gordura então o sal não gruda e você come pipoca sem sal. A doce é boa.


Shopping Iguatemi

A melhor estrutura de cinema da ilha, em termos de salas e bomboniere. É a melhor pipoca de Floripa com certeza. Passa os filmes mais tradicionais e comerciais e costuma ter os maiores preços de ingresso.


Paradigma Cine Arte

O Paradigma é um cinema alternativo na SC 401, costuma passar filmes estrangeiros, indicados ao Oscar e às vezes até antigos. Eu gosto muito desse cinema, é pequeno e aconchegante. Não vende pipoca, mas tem refrigerantes, água e doces.



Museu Cruz e Sousa e Mercado Público

O passeio no centro histórico não é muito prejudicado pela chuva, dá para aproveitar o palácio Cruz e Sousa, a catedral e o Mercado Público tranquilo.


Ribeirão da Ilha

O ribeirão é lindo em dias de chuva, então pode ser uma boa ideia aproveitar para ir provar aquelas ostras.


Dicas extra | O que fazer em Florianópolis?

Floripa é maravilhosa, mas tem um defeito bem notável. O trânsito. Durante o ano as coisas já são meio trancadas em certos horários, mas no verão fica bem complicado mesmo. Com a quantidade gigante de turistas que vem conhecer as praias o número de carros aumenta muito.


E a ilha não conta com um bom transporte público, na verdade é bem ruim. Mesmo. Se você não estiver vindo de carro, eu sugiro que alugue um para poder explorar melhor a cidade.


Para evitar o trânsito dê uma olhada nas alternativas de trajeto e principalmente de horário. A entrada na ilha costuma ter engarrafamento, já que temos uma só ponte. Os horários de pico para saída e entrada na ilha são 8/9 da manhã e 6 da tarde.


Em dias de praia saia cedo e opte por ou sair da praia mais cedo do que 5 da tarde, que é quando as pessoas começam a se movimentar, ou voltar mais tarde.


Na minha opinião a Lagoa da Conceição é o lugar mais ruinzinho de pegar fila, porque é um morro e não tem como fugir da fila. Então antes de sair de casa e passar pela lagoa por algum motivo eu sempre olho o trânsito e se for o caso dou a volta nos Ingleses.



Se você quer mais dicas de viagem para Florianópolis veja o Guia de viagem de Floripa do Quem vai e quem fica


Salve esse post no Pinterest para não perder:

o que fazer em florianopolis

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
Quem vai e quem fica - Marca.png
amazon prime
Júlia Orige
Blogueira de viagem
Oi gente, eu sou a Júlia e o Quem vai e quem fica é o espaço onde eu organizo todos os meus conteúdos de viagem. Pra te guiar pelas suas próximas aventuras.
Aqui eu ofereço os meus erros e os meus acertos para que você possa viajar melhor e mais fácil
Me acompanhe diariamente no Instagram
Para falar sobre parcerias e publis mande um email para juliaorige@gmail.com
  • Instagram
  • TikTok
  • YouTube
  • Pinterest
pacote-sao-luis-lencois-maranhenses-segu

Dicas de viagem em destaque:

Reserve sua viagem aqui:

Organize a sua viagem:

Vídeos de viagem no YouTube:

kindle unlimited