Newsletter de promoções de viagem:

  • Júlia Orige

O guia definitivo para viajar barato: dicas práticas


guia para viajar barato
Salva no Pinterest para não perder

Para aprender a viajar barato você precisa entender cada etapa da viagem, onde está indo o seu dinheiro e como você pode economizar em cada item. Também é muito importante que você saiba quais são as sua prioridades em uma viagem, quais itens são indispensáveis e que você prefere gastar mais do que ficar sem.


Viajar pode ser extremamente barato, mas talvez essa não seja a sua viagem dos sonhos. Existem formas de viajar quase de graça ou até de ser pago para viajar. Só que isso pode não ser pra você, ou pode ser perfeito, eu não sei. Tudo depende de quem você é.


Aqui nesse post eu vou te ensinar como viajar barato dentro do que você quer, do seu perfil de viajante. Para que a sua viagem seja incrível e o mais barata possível.


Existem muitas formas de economizar, pode ser aproveitando promoções, se hospedando em hostels, trocando trabalho por hospedagem, comprando pacotes com antecedência ou até pegando caronas. Nesse guia definitivo para viajar barato você vai aprender todas essas possibilidades (e mais algumas).


O básico para viajar barato

Conhecimento é poder, não é? Se você quer economizar nas suas viagens, vai ter que saber como comprá-las sozinho. Mesmo no caso de comprar um pacote de viagem pronto, é melhor que você saiba como comparar os preços dele, pra ver se está barato de verdade ou não. Além disso, mesmo com um pacote, ainda tem os passeios para pensar, o transporte dentro do seu destino de viagem e a alimentação.


Tudo isso conta.



Saber pesquisar

O primeiro passo é saber como pesquisar pelos itens que você precisa para viajar: transporte, hospedagem, passeios, seguro de viagem, internet e alimentação.


Como pesquisar pelo transporte?

Para conseguir saber qual a melhor forma de chegar de um ponto ao outro, eu recomendo pesquisar no Rome2Rio. É um site que te mostra qual o melhor transporte, quanto custa e qual o tempo que leva. Ele vai te dar opções de voos, trens, ônibus e barcos, dependendo do destino de viagem.


Depois de decidir qual meio de transporte você vai utilizar, ou você vai direto para o site indicado pelo Rome2Rio, no caso de passagens de ônibus, trem ou barco. Ou você vai buscar pelas passagens aéreas mais baratas, aqui nesse post eu ensinei exatamente como eu faço.


Hospedagem

Os hotéis e hostels de forma geral estão todos no Booking.com, que é sempre uma plataforma segura e boa para reservas. A vantagem principal aqui eu acho que é o cancelamento gratuito, que tem em boa parte das acomodações. Também é legal porque você só vai pagar na hora, lá no hotel. Mas daí se for um hotel internacional o pagamento será feito na moeda local, às vezes não aceita cartão de crédito e não dá pra parcelar.


Eu já vi vários hotéis que são mais baratos reservando no Hurb, a vantagem é que você economiza um pouco e pode parcelar no cartão. Mas é preciso pagar logo que reserva.


A sua escolha depende de como você prefere pagar. Mas se estiver procurando o mais em conta, dê sempre uma olhada nas duas plataformas, os preços mudam.


Leia também: Como melhorar suas fotos de viagem? 10 dicas para arrasar nos cliques


Passeios

Os passeios dependem muito do destino de viagem. Alguns dá para encontrar todos online, comprar os ingressos com antecedência e já ir com tudo pronto. Outros destinos é preciso garimpar um pouco no Instagram, buscar indicações e ver agências locais.


Caso você esteja indo viajar para uma cidade grande, cosmopolita, cheia de museus e tours, sempre dê uma olhada no Get Your Guide. Eles vendem ingressos antecipados e passeios para o mundo inteiro.


Mas quando não houver muitas opções no Get Your Guide, pesquise por posts de blogs sobre o que fazer na cidade. Sempre tem indicações de agências turísticas ou como faz para comprar os ingressos das atrações, que às vezes são vendidos somente na bilheteria.


Nos comentários do Google Maps também dá para obter algumas informações, se não achar em mais nenhum lugar. O pessoal sempre está atualizando os preços, filas e reclamações.


Seguro de viagem

A contratação de seguro de viagem está ficando bem indispensável. Eu particularmente já viajei muito sem seguro, mas agora pós covid acho que não tenho mais coragem. Principalmente por causa da quarentena que pode ter que ser feita se eu contrair covid viajando. Os custos de hotel e remarcação de passagem aérea são muito altos, vale mais a pena pegar um seguro com cobertura de quarentena.


Eu sempre indico cotar no Seguros Promo, que é um buscador de seguros de viagem. Eles tem várias opções e são sempre extremamente baratos. Lembre de buscar um seguro que tenha a cobertura de quarentena.


Internet

Hoje ninguém mais fica sem internet e é até perigoso mesmo. Caso você vá viajar para fora do Brasil, existem chips de internet que você compra ainda no Brasil e já chega lá com internet no celular. Eles são relativamente caros, mas muito práticos.


Eu indico o Viaje Conectado, que eu comprei quando fui para o Chile e deu tudo certinho.


Essa opção de ir já com internet é mais cara, você pode escolher pegar um chip de operadora de celular lá no país. Mas daí tem que conseguir sair do aeroporto e ir até o centro da cidade sem internet. Às vezes não compensa muito, se isso significar pegar Uber ou Táxi.


Alimentação

Para saber quanto você vai gastar na viagem com comida, pesquise pelos restaurantes no Google Maps, assim você vai encontrar fotos dos cardápios e já vai ter uma boa noção de quanto gasta naquele local. Outra opção legal para quem é mais mochileiro é entrar em sites de mercados locais que ofereçam entrega em casa, dá para ver o preço de tudo.


Saber quanto custa ao longo do tempo

A única forma de não ser enganado por uma promoção de metade do dobro é sabendo quanto aquela coisa custa de verdade, sem promoção. Então acompanhe os preços antes de comprar, se você quer viajar daqui a meses, anos até, fique acompanhando os preços. Assim você vai saber quando estiver realmente barato.



Para viajar barato você precisa abrir mão de alguma coisa

Ou você vai abrir mão do conforto de um hotel bom e vai optar por ficar em um hostel que é bem mais barato, ou vai abrir mão de escolher as datas exatas da viagem e pegar um pacote no Hurb. Ou talvez você abra mão de refeições em restaurantes, para fazer lanches em fast food ou de supermercado. Ou talvez você abra mão de alugar um carro e ande de transporte público.


Para baratear a viagem é preciso abrir mão de coisas.


Ou encontrar promoções incríveis

Que te permitam obter aqueles mesmos confortos por um preço menor. Mas eu já te aviso que promoções de verdade são bem raras. As únicas viagens realmente absurdamente baratas que eu vejo são os pacotes do Hurb, mas nesse caso eu ainda diria que é abrir mão do conforto de escolher suas datas, seu hotel, a duração da viagem, etc.


É possível encontrar promoções de passagens aéreas, geralmente no Passagens Imperdíveis. Eles estão sempre divulgando passagens super baratas, mas também depende de você ter uma flexibilidade de datas. Porque esses preços são atrelados a uma data específica.


Ou ter uma estratégia de milhas

Acumular milhas pode te fazer economizar MUITO com passagens aéreas, às vezes elas saem de graça até. Mas atenção, fabricar milhas não é milagre e não é algo que surge do nada. Para ter muitas milhas você precisa gastar dinheiro. Mas se você está gastando dinheiro e não ganhando milhas, repense, que é jogar dinheiro fora!



Dicas práticas para viajar barato: