Newsletter de promoções de viagem:

  • Júlia Orige

MADRI: Roteiro completo de 6 dias (com preços)


roteiro de madri

Madri é um dos destinos de viagem europeus com a passagem aérea mais barata, uma ótima forma de começar a sua Eurotrip! Bem mais ensolarada que sua irmã Barcelona, Madri oferece comida boa, lindos palácios, museus muito interessantes e todo o ar de cidade grande, por um preço mais em conta.


Eu sou uma grande fã de Madri - e da Espanha no geral. Gosto muito do clima, dos programas culturais, das sangrias, presuntos, queijos e chocolates quentes, dos bares e das pessoas animadas. Mas principalmente da sensação de andar nas ruas, com prédios antigo bem restaurados e conservados, cheiro de comida, gente empolgada falando e o sol batendo nas calçadas, deixando tudo rosinha.


Já tive algumas vezes em Madri e voltarei mais umas tantas, se o destino quiser.


Aqui nesse roteiro de viagem de Madri você vai encontrar tudo o que precisa saber para uma primeira viagem à capital da Espanha, desde onde se hospedar, o que comer, como se locomover e o que fazer nesses dias. Eu fiz um roteiro de 6 dias e 5 noites, pensando numa viagem aprofundada mas não muito estendida.


No final do post você vai encontrar um orçamento calculado de quanto você gastaria para fazer essa viagem, considerando todos os passeios indicados e o perfil de viajante em que você se encaixa.


Como comprar as passagens para Madri?

Aqui nesse roteiro eu indico alguns hotéis para hospedagem, dependendo do seu perfil de viajante, considerando as melhores localizações e as minhas experiências pessoais. Para comprar a passagem aérea você pode seguir essas dicas aqui de como encontrar passagens baratas sozinho.


Caso você queira um pacote de viagem e tenha disponibilidade de datas, eu indico esse pacote aqui, ele tá MEGA barato (R$ 1599, pesquisa em 22/02/2022).


Leia também: 16 pacotes do Hurb para 2023 que estão valendo a pena de verdade


Onde se hospedar em Madri?

A maioria das atrações turísticas de Madri podem ser exploradas a pé, então eu recomendo pegar um hotel no centro da cidade. Assim você só vai ter que pegar transporte para ir para o aeroporto ou para outras cidades.


Na Espanha você vai encontrar hostels, hostals, pensiones e hotéis. Os hostals não são o mesmo que hosteis, eles estão mais para o que chamaríamos de pousadas no Brasil, são hotéis mais informais e econômicos.


Eu deixei indicações específicas de hospedagem na parte de orçamento de viagem, mas aqui nesse mapa você consegue pesquisar hotéis também:

Quanto mais perto da Puerta del Sol melhor!


Para ver outros roteiros de viagem com preços clique aqui

O que fazer em Madri? Roteiro completo de 6 dias

Agora vamos descobrir o que fazer em Madri em 6 dias de viagem? Eu organizei esse roteiro incluindo a chegada e a partida porque acredito que muitas vezes a gente se planeja para viajar sem contar com esse translado, acaba colocando mais coisas no roteiro do que é capaz de cumprir e depois se frustra. Então meus roteiros são pensados não para te dar uma canseira, mas para que você possa curtir a viagem, conhecer estrategicamente e respeitar seu corpo também!


Esse roteiro foi planejado para uma primeira viagem a Madri, onde você vai conhecer os pontos turísticos principais e se ambientar na cidade. Espero que seja útil pra você.


Dia 1: Chegada em Madri + Plaza Mayor de noite

Se você estiver chegando em Madri via aeroporto, dá uma olhada nesse vídeo aqui que eu ensino como chegar do aeroporto até o centro da cidade de metro.


Para o seu primeiro dia de viagem em Madri separe só a noite para turistar, mesmo que seu voo chegue no começo da tarde, não conte muito com esse tempo. Vá deixar suas coisas no hotel, tomar um banho e descansar um pouco. Mas não durma o dia todo que depois para acertar o fuso horário fica complicado!


Plaza Mayor em Madri
Plaza Mayor em Madri

Saia para caminhar no centro de Madri, em direção à Plaza Mayor, que é a praça principal da cidade. É uma praça quadrada, no meio de prédios históricos baixos. Esse tipo de praça tem em várias cidades da Espanha central. A Plaza Mayor foi um local de festejos, touradas e até execuções na Inquisição Espanhola.


Hoje é um ponto super turístico, cercada por restaurantes e barzinhos. A praça é linda e super viva durante a noite.


Aproveite para conhecer a Plaza de la Villa também, que é uma praça menor super charmosa com cara de medieval. É bem pequeninha mesmo, pode só passar por ali pra conhecer. Passe também pelo Mercado de São Miguel, o mercado público.


É um grande mercado gastronômico gourmet, tem opções de frutas, presuntos, queijos, etc e tem também vários restaurantes.


Onde jantar?

Você pode optar por jantar no Mercado de São Miguel, na Plaza Mayor em um dos restaurantes com mesinhas na rua ou no Museu do Jámon, que tem entre a Plaza e o mercado. Em todas essas 3 opções você vai comer coisas tradicionais da Espanha. A opção mais barata é o Museu do Jamon na versão onde se come de pé.


O Museu do Jámon é uma rede de restaurantes onde você pode comer nas mesinhas, com serviço de mesa e pratos completos ou no balcão, que é mais barato e você escolhe entre tapas e sanduíches.


Na Plaza Mayor tem várias opções de restaurantes muito agradáveis, com mesinhas na rua e comidas gostosas. Só por ser o local mais turístico de Madri vai sair um pouco mais caro. Mas não deixe de ao menos sentar por lá para beber uma sangria e curtir o clima da praça.

 

Atenção: Madri é uma cidade grande, bem grande, e mesmo sendo na Europa não é isenta de perigos. Essa é uma região onde acontecem alguns furtos (os famosos batedores de carteira) e golpes de turista.

Na Plaza Mayor em especial são muito comuns os golpes, tem muita gente insistente que fica ali querendo te vender algo que não costuma ter valor para a maioria das pessoas. Acontece muito de pessoas vestidas de personagens (com fantasias horrendas) te encherem o saco para tirar fotos com eles e depois cobrarem pelas fotos. Ou alguém tentar te colocar uma pulseira no pulso sem muita opção de dizer não e depois cobrar por ela. Ou até algumas ciganas que te leem a mão compulsoriamente e depois querem cobrar, sob pena de maldições. Nunca aceite um galhinho de alecrim para boa sorte também! Spoiler: ele não traz boa sorte, traz cobrança.


Aqui você pode observar eu caindo no golpe da foto pela primeira vez em 2014, com essa minnie meio capenga que agarrou minha mão e só soltava quando a foto fosse feita.

E aqui 5 anos depois eu e minha amiga nem saber dizer não para esse pirata:

Como se fosse realmente incrível tirar fotos com personagens aleatórios no centro de Madri. A cidade tá cheia deles.

 

Dia 2: Puerta del Sol + Palácio Real + Templo Debod

Manhã: Puerta del Sol

Apesar de a Plaza Mayor ser a principal praça da cidade, é na Puerta del Sol que todos passam. Ela é super movimentada, dali partem as principais rodovias da Espanha e é onde você vai para se orientar no comércio.


Na Plaza del Sol está um dos edifícios mais significativos de Madri, a Casa dos Correios, que está na foto abaixo. Esse prédio vermelho com branco, que tem um relógio em cima. Os anos novos são comemorados aqui.


Ali na Puerta del Sol está um dos símbolos de Madri: a estátua Oso y El Madroño (que em português seria "a ursa e o medronheiro"). A ursa representa a constelação ursa menor, que também é vista nas representações gráficas do símbolo, e nesses casos acima da ursa e da árvore tem estrelinhas.



Ande um pouco por essa região, tem várias lojas legais e a arquitetura é linda. Recomendo que você curta as ruas e almoce em algum restaurante pela região.

 

Dica para quem quer economizar: procure um 100 montaditos, é uma rede de fast food espanhola que não parece muito fast food. São tapas, por preços super em conta e bem gostosas. Nas quartas e nos domingos você encontra o menu todo por 1 euro cada coisa. As porções são pequenas é feito para que você possa pedir vários tipos de sanduiches e entradas. Mas normalmente 5 itens por pessoa é o suficiente.


Existem 100 montaditos em Portugal também. São sempre uma boa opção. O vinho de verão deles é beeem gostoso, é como se fosse uma sangria mas de pressão. O chopp é servido geladinho como o brasileiro gosta. A qualidade das coisas é realmente bem legal e é um lugar seguro pra gastar pouco.


Eu assinalei no mapa mundi de dicas de viagem todos os 100 montaditos do centro de Madri, pra você achar fácil. Estão com um ícone de cerveja porque eles são uma cervejaria teoricamente.

 

Após almoçar vá em direção ao Palácio. Mas não deixe de passar antes na Chocolateria San Gines, super tradicional de Madri. Ali você consegue experimentar os churros com chocolate quente, que são perfeitos.


roteiro de madri
Churros com chocolate quente na San Ginés

Tarde: Palácio Real de Madri + Catedral de Santa Maria Real de Almudena + Templo Debod

Palácio Real

O Palácio Real de Madri é o maior palácio da Europa e é uma das residências oficiais do Rei da Espanha, apesar de ele não passar muito tempo por lá. O edifício é repleto de obras de arte, decorado de forma elegante e é usado pela família real para recepções especiais.


No dia a dia ele funciona como museu, você pode visitá-lo por dentro. E é lindo! Eu gostei bastante do passeio, achei que vale a pena entrar. Só tem de forma geral uma fila tenebrosa, me arrependi de não comprar o ingresso com antecedência online.


Os jardins são gratuitos, essa foto abaixo eu tirei no jardim lateral:

Leia também: O que fazer em Lisboa? Roteiro completo de 5 dias (com orçamento)


Catedral Santa Maria Real de Almudena

A imponente igreja fica ao lado do Palácio Real, uma das catedrais mais bonitas que eu já vi, por fora. O prédio é lindo, num azul clarinho. A catedral é a sé episcopal da Igreja Católica em Madri e foi consagrada pelo papa João Paulo II em 1993.


Para visitá-la por dentro paga-se uma doação de 1 euro para conservação. A visita é rápida, mas vale conhecer!

Catedral Santa Maria Real de Almudena madri roteiro
Catedral Santa Maria Real de Almudena

Depois de conhecer o Palácio e a Catedral recomendo que você ande um pouquinho mais e aproveite o pôr do sol no Templo Debod, é o pôr do sol mais mágico de Madri.


Templo Debod

É um templo egipcio do século 2 antes de cristo, instalado no centro de Madri, sim. O Templo Debod foi um presente do Egito para a Espanha, em 1960, como agradecimento pela contribuição da Espanha em ajudar a salvar vários monumentos que estavam sendo alagados por uma represa.


roteiro de madri
Templo Debod

Para transportar o templo e montá-lo novamente do jeito certo levou 12 anos. Foi um trabalho minucioso, entre fotografar o templo no seu local original, desmontar com muito cuidado, transportar através do Nilo e do Mediterrâneo e montá-lo em Madri do jeito certo.